domingo, 13 de março de 2011

Bar a huitres




Nesta época de frio muitas casas de frutos do mar exibem com fartura seus produtos que nos tentam a uma sessão de degustação a ponto de agirmos como sugeriu Oscar Wilde, ou seja, a melhor maneira de enfrentarmos a uma tentação é cedendo. Perto do meu delicioso hotel na Rue de Saint Honoré tinha o L'Écume St-Honoré, que era um bar a huitres onde a variante de ostras era enorme. À noitinha eu passava pela porta e via aquelas felizes pessoas sentadas nas mesinhas e dizia: um destes dias vou entrar! O dia chegou rapidinho pois sou muito chegado a ceder às tentações e fui direto num pedido de degustação de ostras acompanhado de uma taça de um Pouilly-Fume que chegou à minha mesa pousadas numa cama de algas, o que dava outro frescor ao prato. Que maravilha. Não satisfeito perguntei ao meu simpático atendente que me desse uma sugestão outra de algo especial da casa. O que ele me trouxe foi uma coquilles saint-jacques fatiada delicadamente acompanhadas de um molho de soja com ervas que surpreendeu meu paladar. Saí de lá tão feliz que andei pelas ruas da noite chuvosa parisiense como um Gene Kelly apaixonado...rs...

Um comentário:

  1. Freud deu boa razão ao Wilde: reprimir um desejo só o intensifica.

    ResponderExcluir